Mostra Live Cinema

http://www.livecinema.com.br De 2007 a 2015 fui o diretor artístico da Mostra Live Cinema, mostra exclusivamente de performances audiovisuais criada por mim e pela Marcia Derraik. Durante suas 9 edições muito do que vemos hoje projetado nos museus, galerias, clubes, ruas e arquiteturas das cidades brasileiras teve sua semente plantada na e pela Mostra Live Cinema.…

Pulsar_v3_documentação

Fotos da 2ª apresentação da performance ‘Pulsar’ dentro da instalação ‘Espaço Alter(ado)’. Exposição Rural Scapes ‘Encontros: do branco ao verde aberto’. MAC Ibirapuera. 24 de janeiro de 2016. Participação especial de Cezar Cayon (didjiridoo), Luiz Pontes (tigela e pirâmide de cristal ), Alexandre Loureiro (tigela tibetana, tigela de cristal e tambor xamânico), Marcelo Bráulio (taça…

IV Encontro Pensamento e Reflexão na Fotografia, 2015

https://medium.com/iv-encontro/movimento-como-pensamento-21f4d7fe4537#.1s2ziibdo

Mini Doc_luiz duVa_rural scapes, 2014

https://vimeo.com/126497031

Imagem digital como memória: experiências em luiz duVa, Christine Mello, 2014.

RESUMO: Imagem digital como memória: experiências em luiz duVa aborda algumas discussões que tangem a problemática da imagem na contemporaneidade. Para tanto, promove a leitura de um trabalho do artista luiz duVa (São Paulo, 1965), no sentido de constituir pela observação de procedimentos por ele utilizados, em sua videoinstalação Retratos in motion: o beijo (2005),…

#landscape #paisaje #landskap #paesaggio #landschaft #paysage #paisagem, por Ananda Carvalho.

Sobre o laboratório em residência rural.scapes. “Estes trabalhos só fazem sentido se você entrar dentro da paisagem”. Se fosse necessário, essas palavras do artista Luiz Duva (duVa) poderiam resumir em apenas uma frase a experiência de acompanhamento crítico no laboratório em residência rural.scapes, organizado por Rachel Rosalen e Rafael Marchetti em uma fazenda próxima à…

Tormentas, por Christine Mello.

Tormentas Tormentas é a primeira exposição individual de luiz duVa (São Paulo, 1965). Constituída sob a forma de uma ocupação, ou um ensaio, é articulada especialmente para os espaços da Galeria Pilar. A questão da tormenta revela muitas vezes modos com os quais nos sentimos vulneráveis diante do outro, de uma circunstância ou um ambiente…

iMaGeNSoNs: sincronias entre acontecimento e narrativa, por Marcus Bastos, 2012.

“Em STORM, de luis duVa o público é convidado a entrar no palco, para assistir a apresentação de seu interior; a obra reconstrói a experiência do artista diante de tempestades, algo que lhe inspira profundo temor. É o oposto simétrico dos mecanismos de alargamento da tela como forma aproximar o público dos sonhos ali narrados.…

Imagem digital como memória, por Christine Mello.

Não basta fazer sombras chinesas, é preciso construir imagens capazes de automovimento. Gilles Deleuze (1992)   Há muitas formas de perceber a presença de um gesto, uma ação artística e seus contextos criativos, assim como há também muitas formas de falar do plano simbólico de uma imagem.   Imagens são mundos que representam o invisível.…

Magia à mostra, por Christine Mello.

Magia à mostra. Enigmática e transitória imagem. Uma imagem aberta à participação do outro e a todo tipo de especulação, que começa pelo título. O que produz essa imagem aparentemente neutra e isenta de riscos? O que produz aquilo que geralmente nunca é dado à mostra? Preto sobre Preto de luiz duVa é uma videoinstalação…

Loading blog posts...